Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \29\UTC 2008

Arquivo cogitamundo

Arquivo cogitamundo

Esta foto tem um certo parentesco visual com a imagem já postada da nuvem Mammatus. Mas, sinceramente, não temos idéia do nome desta formação, somente sabemos que se trata de uma espécie de coral. Se alguém souber, por favor nos informe.

Read Full Post »

nuvens-mamatus

Estas são nuvens Mammatus  e tem aparência quase extraterrestre. Mammatus (também conhecida como mama ou mammatocumulus) é um termo aplicado a um fenômeno meteorológico de padrão celular pendurado por debaixo da base de uma nuvem. Estas bolsas são muitas vezes àsperas, mas podem aparecer lisas. Sua cor é normalmente um cinza azulado, o mesmo da nuvem de acolhimento, mas a iluminação direta do sol e de outras nuvens pode causar um vazamento dourado ou avermelhado, como nesta foto tirada pela Corporação Universitária para Pesquisa Atmosférica. As Mammatus podem aparecer em qualquer lugar, por minutos ou horas, difundindo-se e desaparecendo com o tempo.
As Mammatus tem sido frequentemente associada com a ocorrência de tornados e tempestades.

fonte

Read Full Post »

nebulosa-42

Amigos, desejamos um FELIZ 2009 a todos. Neste período, até a primeira semana de janeiro, o blog será atualizado com menos frequência. Aproveitamos para agradecer as visitas, comentários e participações. Esperamos, em 2009,  muita justiça, solidariedade e amor.

Abraços,

Equipe Cogitamundo

A propósito, a imagem acima é de uma estrela morrendo e foi tirada pelo telescópio Hubble, da Nasa. Selecionamos algumas fotos como essa, que achamos extremamente bonitas e misteriosas, e vamos postá-las posteriormente.

fonte

Read Full Post »

Perpétua para genocida ruandês

O antigo coronel ruandês Théoneste Bagosora, considerado o principal instigador do massacre de 800 mil pessoas no Ruanda, em 1994, foi ontem condenado a prisão perpétua por genocídio, crimes contra a Humanidade e ainda por crimes de guerra pelo Tribunal Penal Internacional para o Ruanda.

Bagosora, de 67 anos, era na altura dos massacres director do Ministério da Defesa do Ruanda e foi ele quem assumiu o controlo político e militar do país após o assassinato do presidente Juvenal Habyarimana, a 7 de Abril de 1994. Nesse mesmo dia, o Exército e as milícias hutus saíram para a rua e começaram a matar indiscriminadamente civis da minoria tutsi e hutus moderados, numa orgia de violência que só terminou cem dias e 800 mil mortos depois.

O Tribunal Penal Internacional para o Ruanda, estabelecido pela ONU em 1996, considerou provado que Bagosora e mais dois antigos responsáveis militares – o coronel Anatole Nsegiyumva e o major Aloys Ntabakuze – planearam com antecedência toda a sequência de eventos que conduziu aos massacres, como a criação e treino das milícias Interahamwe, responsáveis por grande parte das atrocidades. Um ano antes da matança, o próprio Théoneste Bagosora abandonara furioso as negociações de paz que decorriam na vizinha Tanzânia dizendo que ia “preparar o apocalipse”. O antigo responsável ruandês foi ainda condenado por ter ordenado o assassinato da primeira-ministra Agathe Uwilingyimana e dos dez capacetes azuis belgas que a protegiam.

fonte

Comentário Cogitamundo:

Albert Einstein defendia a necessidade de um governo internacional e foi chamado de ingênuo por isso. Ele argumentava que este era o único caminho que poderia evitar um novo conflito mundial. Iniciativas como as de um Tribunal Penal Internacional são um passo em direção à concretização da idéia de Einstein, apesar de toda a crise por que passa o Direito Internacional e a própria ONU. Não obstante a prisão perpétua seja discutível, pois não respeita o princípio da reabilitação social do preso, a condenação do genocida merece aplausos.

Porém, trata-se de um ex-ditador de um país africano. Infelizmente há dois pesos e duas medidas pois é praticamente impossível que um líder dos países de centro seja submetido a julgamento semelhante. A propósito, os EUA jamais concordaram com a criação do Tribunal Penal Internacional permanente.

Read Full Post »

bioeticaRita convenceu Emanoel que deveriam ter um filho. Mas ambos eram estéreis. Rita propôs uma solução. Escolheriam uma mãe de aluguel e a contratariam para gestar seu filho. O óvulo e o espermatozóide seriam doados de outras pessoas. Isso foi feito.

Mas rita e Emanoel se separaram antes do nascimento do bebê e começaram a brigar pelo direito de ficar com ele. A mãe de aluguel, por sua vez, arrependeu-se do contrato e decidiu pleitear judicialmente o direito de ficar com o bebê que gestara em seu útero. Os doadores do óvulo e do espermatozóide também resolveram que, na verdade, o filho era deles, e entraram na disputa pela guarda do bebê.

Outros dilemas éticos aqui.

Read Full Post »

atrator O site Atractor, de portugal, traz muitos problemas e jogos interativos baseados na matemática. Tem até algumas imagens em 3D que, infelizmente, só podem ser vistas com um kit especial.

genius

O Mil – Matemática Interativa Linux também traz jogos e quebra-cabeças em flash. Há homenagens a brinquedos da década de 80, como o cubo mágico e o genius.

Read Full Post »

lucro-3

Provavelmente você já passou por isso: Está esperando para ser consultado pelo médico, tem 5 ou 6 pessoas na sua frente e, de repente, entra no consultório uma pessoa com uma mala preta. São os inconfundíveis representantes comerciais da indústria farmacêutica. Sem tempo para aperfeiçoamento, massacrados pela necessidade de atender o máximo possível, muitas vezes os médicos tomam conhecimento de novos medicamentos por meio destas visitas. Ganham amostras grátis, e brindes,  e repassam aos seus pacientes.

Mas outras vezes o médico recebe patrocínio de laboratórios para participar de congressos, ocasionalmente fora do país, em que serão anunciados estes novos medicamentos. É claro que os médicos dizem que não são influenciados, nem pelos presentinhos, nem pelos presentões.

Em agosto de 2008, a Gazeta Mercantil publicou matéria, reproduzida pelo saudebusinessweb, em que se anuncia que o Conselho Federal de Medicina iria regulamentar estes procedimentos, inclusive definindo limites de valor para os brindes e determinando que a organização dos congressos médicos seja transparente ao informar que interesses estão sendo defendidos por quais patrocinadores. Tentamos saber se esta regulamentação foi criada, mas não encontramos nenhuma informação.

Entretanto, dia 18.12.2008, foi noticiada nova regulamentação da publicidade de medicamentos, por iniciativa da ANVISA. A Portaria RDC 96/08 tem alguns problemas, que poderão ser questionados judicialmente, ou que reduzem ou impedem sua efetividade. O que nos parece mais decepcionante é que a norma não impede o patrocínio, pelos laboratórios, de congressos e para profissionais de saúde participarem deles. Apenas proíbe que a participação seja vinculada à prescrição de remédios. É claro que a influência dos laboratórios é velada, não havendo nenhum contrato formal obrigando o médico a prescrever. Acreditamos que esta medida não terá efetividade, ou pior ainda, cria uma falsa impressão de que algo foi feito.

O fato é que os médicos sabem muito bem o que está acontecendo e quais laboratórios patrocinam o quê.  Aceitam tudo isso porque estão inseridos na mesma lógica da cultura do consumo, que tanto temos falado aqui. Tudo é intermediado pelo mercado, inclusive a saúde, por meio dos mesmos mecanismos: a publicidade, o lobby, a influência nos meios acadêmicos, políticos e governamentais.

O problema é que a indústria farmacêutica também seduz e envolve a própria imprensa, como pode ser visto no LeiturasFavre, o que talvez explique encontrarmos tão pouco material sobre o assunto.

A medicina não pode seguir a ideologia do lucro acima de tudo. A sociedade precisa reagir.

Read Full Post »

Older Posts »